Tuesday, March 07, 2006

ARGENTINA%20-%20CECYM%20poster%202

Não preciso do dia 8 de Março para me lembrar que nasci mulher. E gosto de ser mulher.

Não preciso de um dia que me lembre um ano inteiro de luta por uma sociedade que ainda não aceita, sem reservas e de uma vez por todas, que as diferenças biológicas entre os sexos não implicam uma subordinação na vida familiar, social e profissional por parte da mulher.

O que se pretende com o Dia Internacional da Mulher?

Um dia que nos lembre que, noutros tempos, a mulher era uma cidadã de segunda categoria, que não tinha o direito de votar nem de ser eleita? Que não podia estudar e muito menos aceder ao Ensino Superior? Que não podia ter opinões próprias? Que não podia escolher uma profissão e de trabalhar sem pedir autorização ao pai ou ao marido? Que não podia exprimir o direito ao prazer e à satisfação sexual? Que estava sujeita aos desejos de um Amo, que lhe dizia como se devia comportar?

Ou um dia em que se fala exploração e a violência contra a mulher, de desigualdades salariais e de discriminação sexual, para que nos 364 dias seguintes os jornais se encham de histórias tristes e vendáveis?

Faz sentido um Dia do Animal (4 de Outubro), porque esses precisam de quem fale por eles; faz sentido um Dia do Deficiente (3 de Dezembro), porque ainda se teima em esquecer os cidadãos que têm dificuldades de mobilidadade e em fazer coisas simples como uma chamada de numa cabine telefónica ou levantar dinheiro numa caixa Multibanco, pois continua-se a insistir num mundo que não é para todos.

Dia da Mulher? Não, não precisamos de uma dia, precisamos, sim, de uma educação que dê valor à mulher como pessoa, que acabe com preconceitos e limitações injustas em função do sexo. Este papel também cabe às próprias mulheres que se ainda se calam ou dizem "sim" quando, na verdade, querem dizer "não", que ainda se culpabilizam por serem elas próprias, com a ilusão de essa é a atitude do sexo bem comportado.
ARGENTINA Back poster
Poster utilizado na Argentina na campanha de 16 Days of activism against gender violence

24 comments:

Eva Shanti said...

E só para contrariar publico este post hoje, 7 de Março.

E não, o sexo masculino não é o inimigo. Os homens, na sua maioria, são pessoas que merecem ser tratados com respeito e dignidade.

Bjs

Caracolinha said...

Nem mais minha querida .... neste caso precisamos é do direito à indiferença ... apoio o dia da mulher para o dia em que existir o dia do homem ... deixa-nos é provar o nosso valor e atribuiam-nos as mesmas hipóteses.

Sabes o que é que eu gostaria que realmente fosse importante no dia 08 de Março ???? que o SLB ganhasse ao Liverpool e .... tá claro .... é um dia importantíssimo na minha vida porque faz 4 anos o cão mais lindo do mundo .... !!!!

O MEU FREUD !!!!

Beijinho querida amiga :))))

Ana said...

Gostei!!

Beijinhos

JG said...

bem..demagogia à parte..n vejo razão nenhuma para um dia internacional da mulher..houve um tempo em que poderia fazer sentido..como não faz sentido, certo tipo de mulheres, para fazer valer a sua feminilidade vejam no homem o inimigo..afinal as mulheres estão no bom caminho..são a maioria nas universidades, no ensino como professoras, já ocupam postos de chefia..poderiam ser mais activas, claro que sim, mas existem mulheres que também não estão para isso..e se os homens são assim,"elas" têm responsabilidade, porque são "elas" que nos educam..(tudo isto no mundo ocidental..porque em outras latitudes será diferente)

Maria Pedro said...

Olá, Evinha! Nao podia concordar mais contigo! "Dia da Mulher? Não, não precisamos de uma dia, precisamos, sim, de uma educação...". Se queres que te diga, nem me lembrava que amanhã é o chamado "dia da Mulher", (whatever that means)...
Mas nem de propósito, também o meu post, publicado ontem, tem a ver com as diferenças "bolinhas" / "quadrados" :)

Muitos beijos!

spartakus said...

e eu subscrevo inteiramente. b'dia.

Maggy said...

"...afinal as mulheres estão no bom caminho..."

Não posso discordar mais desta afirmação, porque as mulheres não estão no bom caminho, as mulheres são O caminho para uma sociedade melhor e mais justa, mais humana, menos preconceituosa e retrógrada.

Já chega de submissão e ausência de auto-estima!

Mulheres, mexam-se! Definam a vossa posição na sociedade e na vida. Ela está aí para ser vivida!

Dia da Mulher são todos, tal como o Natal, o Carnaval ou o que quiserem. Basta acreditar e agir!

Bjs

Mocho Falante said...

amiga não podia estar mais de acordo...quando houver o dia do homem aí sim faz sentido o dia da mulher, afinal a oportunidade de igualdade tem de ser bilateral.

Muito bem...para quê o dia da Mulher para se vender tabloides???já foi chão que deu uvas

beijocas

Eva Shanti said...

Mochito,

O Dia da Mulher serve para vender flores maioritariamente.

Os outros 364 dias do ano é que servem para vender jornais à custa da Mulher, nomeadamente pelo pela violência.

Sugestão: dá uma olhada no Correio da Manha de hoje.

Bjs

eveonclouds said...

Eu vou comemorar, no dia 8 de Março, o dia da Igualdade da Raça, da Igualdade do Sexo, da Igualdade e da fraternidade humana. Parece-me mais lógico do que descriminar quem quer que seja.

adesenhar said...

o teu post está bem direccionado.

mas na minha opinião é mau sinal que exista um dia internacional da mulher, como qualquer outro tipo de dia a lembrar qualquer coisa, pelas razões aqui apresentadas por alguns comentadores! por quantos anos mais se repetirão dias internacionais? Séculos!
Muito mau sinal.
A maior parte das campanhas caiem na monotonia
e não passam apenas de uma data no calendário, como acontece com algumas delas, não vou dar exemplos,
porque a lista seria enorme.

Mas fica o teu registo e muito bem, desde que se tirem conclusões com efeitos práticos.
Que apareça uma mulher que de uma vez por todas parta a louça e grite bem alto... ARRANGEM UMA SOLUÇÃO , e demagogias à parte, acabem de vez com este dia internacional da mulher.
Eu ficava feliz
e todas as mulheres também.
:)

Parrot said...

Eva,

Hoje não vou escrever muito....já escrevi demasiado no início da semana. :))))
Muita lucidez...

Apenas um beijo à mulher.

lr said...

não posso concordar contigo, se é que compreendi. faz todo o sentido haver um dia internacional da mulher - ou pelo menos não faz sentido deixar de haver. esse é um debate interminável, mas não alinho no coro da vergonha e do incómodo pelo 8 de março. e lamento que muitas de nós não consigam ver. há discriminação, há segregação, embora não seja tão óbvia, embora possa não ser connosco... a data é simbólica, é mais um dia para pensar e, já agora, começar a mudar. bjs

Tetracloro said...

Olá Eva : Tenho um post para ti no meu blog. Beijinho.

Lumife said...

Mas posso deixar um desejo que passes um bom dia

zeni said...

Concordo quando falas da necessidade de educação, mas:

O dia Internacional da Mulher serve para chamar a atenção para a situação da mulher, no Mundo. Assim, como há o dia da criança. Assim como há o dia do idoso. O dia disto e daquilo. São formas de consciencialização e actuação, que podem e devem ser feitas em qualquer dia. Mas ter um dia dedicado a cada tema em particular, é muito positivo. Chama mais a atenção.

E não há dia do homem porque não há o que chamar a atenção. Violência doméstica em que a vítima é o homem? Existem raptos, violações e mutilações do homem, como é comum em certas zonas de África, em que não há respeito nem protecção da dignidade da mulher? Tráfico de Homens? Mortes por queimaduras, como fazem às mulheres na Índia? Abortos de fetos do sexo feminino ou morte à nascença, como acontece na China. Acontece o mesmo com os do sexo masculino? E poderia continuar com os exemplos. Por isso não me venham dizer que também deveria haver um dia do homem. Não se trata de uma questão de igualdade, mas uma questão de chamar a atenção para as desigualdades da situação da mulher, das suas condições de vida, da sua condição como ser humano, que em muitas partes do globo, é considerada inferior.

Armando S. Sousa said...

Quando este dia não for necessário, a Humanidade deu o seu maior salto em toda a sua História.
Um abraço.

Milan said...

Olá Eva! Feliz... Dia da Mulher! :)) (Just kidding)
É sempre bom aqui e entrar e ler o que tens escrito.
Big hug

xá-das-5 said...

Confesso que não li os outros comments, portanto incorro na gravidade da repetição.

Mas tenho alguns problemas:
quando eu era puto havia o dia da criança e o dia da mãe. Nunca houve nem há o dia do pai.

Isso lixou-me.
Se calhar toldou-me de tal forma a mentalidade que fez com que eu nubca fosse pai. e que bom pai daria.

Por outro lado, e concordo plenamente contigo, o dia da mulher é ridículo. É diminutivo.

Para terminar, tenho um problema no que chamam arrancador da luz da cozinha. Preciso de um homem ou de uma mulher?

:)
E viva o SLB, o meu cão, as minhas ideias malucas e quem tiver a ombridade de meter um virus nas finanças.

nicolau said...

Ontem foi dia da mulher, ontem...

As Musas said...

EEEEEEEEHHHHHHHHHHHH lá que a Eva tá revoltada :-)))
Mas tens razão, não há motivo para haver o dia da mulher, o dia da mãe, o dia do Pai... para mim sempre foram dias "comerciais".
Nós é que fazemos os dias especiais, isso sim é importante.
Joquinhas de saudades

Do Choupal até à Lapa...! said...

Bom, só um acrescento! O Dia da Mulher pode ser só, e simplesmente, um dia de comemoração por sermos quem somos!! A comparação que faço (não comparo este dia com o dia dos animais, ou outra coisa, que tb são importantes, mas...) mas sim com dias como o Dia do Pai, o Dia da Mãe. Estes são dias especiais para quem já comemorou a maternidade e paternidade!
Por isso, continuem lá com o dia da Mulher, para se lembrarem tb dos problemas inerentes, mas tb como forma de festejar quem dá ao mundo toda esta gente que por cá anda!!!! E temos sempre a possibilidade de receber um belo ramo de flores!!!

Eva Shanti said...

Caracolinha,

Achei o máximo o teu cão chamar-se FREUD!

E parabéns pelo teu SLB!

;)

JG,

A Maggy adiantou-se!

Contudo, sem ser apologista de uma sociedade matriacal, mas mais justa e igualitária, ela tem muita razão no que diz.

Posso concordar que as mulheres, quando querem, conseguem. Já tivemos mulheres em lugares de topo na política em países muçulmanos ou de “machos latinos”, já temos um Parlamento maioritariamente feminino (Suécia), temos uma Justiça quase dominada por mulheres (embora seja cedo para tirar conclusões e o nosso Supremo ainda não tem mulheres em proporção suficiente, muito longe disso…).

Contudo, falando do mundo inteiro, estamos muito, muito longe do aceitável – é que já nem falo no ideal.

Depois, desculpa dizer-te, mas a ideia de que a educação dos filhos está a cargo da mulher é incorrecta. A educação é da responsabilidade do casal.

Bjs

MP,

Apesar de nossas diferenças seremos muito semelhantes ou somos mulheres sintonizadas? Mistério!

Gosto muito de ti!

Eveonclouds,

;)

Adesenhar,

Isso acontecerá no dia em que as mulheres em conjunto o decidirem e o quiserem. As mulheres precisam é de caminhar todas na mesma direcção! Exemplo: o caso das Sufragistas.
Parrot,

Atão e eu não “houvera” de aceitar um beijo de um homem?

Tas aperdoado!

Vêm aí oportunidades para escreveres, escreveres, escreveres…. E eu cá fico à espera que tu escrevas, escrevas, escrevas….

;)

Tetracloro,

Obrigada pela visita e pelo post. Eu depois digo da minha justiça.

Bjs

Lumife,

Adoro beijos! Obrigada

Zeni,

Tudo o que dizes é importante, verdadeiro e pertinente.

O que acontece é que eu considero o dia da Mulher uma hipocrisia. Infelizmente, sou forçada a concordar que precisamos do dia 25 de Novembro –o dia decretado pelas Nações Unidas como Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher

LR,

Para mim o dia da Mulher é uma coisa que já ninguém sabe bem o que é, uma mistura de Dia da Mãe com o Dia dos Namorados. Um dia que tinha caído em desuso, que foi reavivado e que hoje não é coisa nenhuma.

Sou inteiramente a favor do 25 de Novembro! 8 de Março? Não me diz nada, ou melhor, lembra-me a época em que os colegas homens que me tentavam “lixar” o ano inteiro vinham com um sorriso oferecer-me uma flor…

Armando,

Palavras sábias… Mas eu continuo a achar que faz mais sentido haver um 25 de Novembro e quando esse dia acabar então, sim, estamos numa sociedade evoluída e moderna (acho eu…)

Milan,

Dias felizes para ti, wherever you are…

I miss you.

Vai aparecendo e dando notícias, ok?

Bjs

Xá-das-5,

Apagaste da memória aqueles trabalhos manuais que fazíamos para dar no Dia do Pai e no dia da Mãe?

Dia do Pai – 19 de Março
Dia da Mãe – Primeiro Domingo de Maio.

Bom, se estás com problemas desses chama o electricista e depois logo vês o que te cai da rifa! Mas a probabilidade é sair-te um gajo!

Eu quando tenho Oficiosas quase sempre entro na sala e sei que vou ter um Juíz, mas a probabilidade de ser uma Juíza é altíssima.

Musas querida,

Um beijo também, minha linda!

Nicolau,

Para ti, dia da gaja é todos os dias, ou melhor, querias!

Bjs

Choupal,

Gosto de flores todos os dias!

;)

Bjs

Eva Shanti said...

A todos,

Mesmo os que não tiveram um comentário mais personalizado, são sempre bem-vindos a este espaço.

Gosto muito de vos ter cá a todos, mesmo aos que não deixam marca.

Bjs