Thursday, September 21, 2006

itf173038


Não resisti a esta frase. Ou não fossemos todos nós, mais do que um património genético, um somatório de experiências, de vivências. Quantas pequenas coisas mexem connosco, transformam-nos, acrescentam-nos, mesmo sem darmos imediatamente conta da mudança que se opera?

Apetece-me celebrar tudo o que nos acrescenta, tudo o que nos torna mais fortes, mais serenos, mais conscientes e agradecidos, ainda que nem sempre olhemos para os acontecimentos da nossa vida com os mesmos olhos.

10 comments:

Hugo said...

Hoje é dia de deixar a chuva entrar em nós. De virar a cara para o vento.
De nos entregarmos. Como alguém me dizia ontem, o que importa mesmo é "desenvolver" pessoas.
O tempo das golas altas está a chegar. É hora de sentir o frio e desdubrarmo-nos em abraços demorados.

Eva Shanti said...

Bem-vindo Hugo!

Chuva? Gosto muito, em especial as primeiras. A água lava, purifica. Vento? Também gosto de o sentir na cara e no cabelo.

Da entrega? Não sou capaz de ser eu sem entregar-me, ainda que isso não signifique um abandono total das defesas e um fechar de olhos à intuição.

Tempo das golas altas? Há-de vir, mas não o queremos já, abruptamente. De qualquer forma, prefiro cachecóis grandes.

Abraços demorados? Venham eles, acompanhados por beijos, de preferência. ;)

Bjs

a lice said...

Somos aquilo que vivemos, o que sentimos e apreendemos!

Beijinhos e bom domingo!

Abelhinha said...

Sem dúvida.

A mim também me apetece celebrar as pequenas vitórias sobre os nossos medos que as nossas vivências nos proporcionam.

As Musas said...

Tudo vai da maneira como olhamos para a vida.
Beijinhos e já tinha saudades de aqui vir ao teu cantinho.

freemind said...

O que nos acontece sempre nos acrescenta algo... apreciamos o bom, aprendemos com o mau... mas crescemos sempre de alguma forma

Parrot said...

Evinha,

E digo que aqui...resida a força e o segredo de saber viver.
:)))

Beijinhos
Saudades

Parrot said...

Querida Eva

Aqui reside o verdadeiro de viver e saber viver...

Beijinhos
Saudades. :)

Eva Shanti said...

A lice,

Somos muito mais do que a soma das partes. Às vezes nem nos damos conta de que crescemos e de que mudámos, de como algo pequeno pode ter influência em nós e na nossa vida.

Abelhinha,

Brindo contigo às pequenas vitória!

Musas,

És sempre bem-vinda! Eu também tenho andado desaparecida, eu sei...

Freemaind,

Às vezes custa a crescer, porque parece que "crescemos à força".

Querido Parrot,

Desculpa a duplicação :)

Bjs a todos

Meia Lua said...

Quem podia resistir a esta frase? Somos a soma.. sempre. :) beijinhos